Primeiro tratamento tópico para a disfunção erétil

A disfunção. (DE) é um problema comum em Portugal, especialmente em homens a partir de 60 anos de idade. Até agora, todos os medicamentos criados para lutar contra isso, eram administrados por via oral, mas, recentemente, o laboratório farmacêutico Casar Recordati foi lançado o primeiro tratamento tópico para a disfunção erétil, alprostadilo em creme. Sobre a disfunção erétil A disfunção erétil pode ter sua origem em vários factores, desde psicológicos e até físicos, pois às vezes é sintoma de doenças como diabetes ou doenças cardiovasculares. Em ocasiões, se deve a problemas neurológicos, que implicam que o pênis não receber as ordens que lhe envia o cérebro e a medula espinhal, ou hormonais (o organismo não produz testosterona suficiente). O humor também é fundamental, pois muitas vezes este problema é dado por estresse ou depressão. Como dissemos, é muito comum. As pesquisas afirmam que afeta a 19% dos homens, entre 25 e 70 anos, atingindo 50% dos compreendidos entre 60 e 70 anos. Há que esclarecer que este problema se define como "a incapacidade persistente de obter e manter uma ereção suficiente para permitir uma relação sexual satisfatória", segundo explicam do Casarão Recordati. Um dos grandes inconvenientes desta patologia é que os afetados pela mesma, raramente se atrevem a falar sobre ela, e, portanto, não buscam uma solução. De acordo com o doutor Natalio Cruz, coordenador nacional de Andrología da Associação Espanhola de Urologia e Diretor de Andromedi Centro de Andrología e Medicina Sexual: "apenas 20% dos que sofrem de consultam o seu problema com o médico, seja por vergonha, principalmente se o especialista é uma mulher, por fatores culturais, ou porque não se dá a devida importância". Talvez seja por isso que a Internet se posiciona como o meio de pesquisa mais frequente em relação a este tema, algo que pode apresentar grandes perigos por causa da informação errada que encontramos pela rede, a escassa presença médica e científica na mesma, e as práticas ilegais (venda de medicamentos sem receita médica). Por esta razão, é essencial que possamos consultar com o especialista antes de iniciar qualquer tratamento. Também é fundamental o papel do casal. O seu apoio é indispensável para incentivar o outro a ir ao médico e começar o tratamento, além disso, com isto reforça a relação. Muitas vezes, as mulheres sentem-se alheias a esse problema, mas a verdade é que é algo que afeta a ambos por igual, e que requer o esforço de os dois para o problema. Novo tratamento tópico para a disfunção erétil Felizmente, durante os últimos anos se têm realizado importantes avanços médicos para lutar contra este problema. Cabe destacar o novo e primeiro tratamento tópico indicado para esse problema, criado pelos laboratórios Casar Recordati. Seu nome é alprostadilo em creme, e administrado em uma quantidade pequena com um frasco aplicador na ponta do pênis, que atua de forma direta sobre a ereção. Seu efeito é rápido e eficiente, e ao contrário de outros medicamentos é compatível com todo o tipo de alimentos e bebidas alcoólicas. Trata-Se de uma alternativa não invasiva, adequada para um grande número de pacientes e de fácil aplicação, que representa um importante avanço para o tratamento da disfunção.. Para mais informações podemos consultar o site de Casar Recordati ou www.avecesnospasa.com. Fonte Imagens por vezes, nos passa e Casar Recordati