Fator de risco para sofrer um avc

Antes de definir quais são os principais fatores de risco, o primeiro que temos que saber é que é realmente um avc. Trata-Se de um distúrbio vascular cerebral que afeta os vasos sanguíneos encarregados de regar o cérebro. Ocorre quando um desses vasos que fornecem sangue ao cérebro se rompe ou é bloqueada. Por isso, o cérebro não recebe o fluxo de oxigênio que você precisa. Existem vários tipos de avc em função do tipo de sangramento ou problema do vaso sanguíneo. Pode parecer uma catástrofe inevitável, mas avc podem ser evitadas, já que, acima de tudo, são resultado de uma série de hábitos de vida pouco ou nada saudáveis e outras circunstâncias alheias à própria pessoa, são os fatores de risco. Fatores de risco que não podemos alterar -Diabetes: Ainda podemos tratá-la, o simples fato de sofrer põe em risco o nosso cérebro já que se relaciona com a pressão arterial elevada. Por outro lado, os diabéticos costumam ter o colesterol alto, o que tampe os vasos e nos aproxima ainda mais o risco. -Temperaturas extremas: Com o tempo se foi observando que os óbitos por avc ocorrem com mais frequência durante as estações em que há muito frio ou muito calor. -Idade: O risco de sofrer um avc aumenta consideravelmente a partir dos sessenta anos. -Sexo: costuma-Se ver mais entre os homens do que entre as mulheres, mas o índice de mortalidade é mais elevado com elas. -Ter sofrido um avc: Se não há muito que têm sofrido um acidente vascular cerebral temos altas chances de ter outro. -Hereditariedade: Se alguém de nosso círculo familiar teve este problema, nós poderíamos ter herdado a doença. Fatores de risco que podemos melhorar -Fumar: Recentes estudos têm demonstrado que o consumo de tabaco nos transforma em carne de canhão para a ocorrência de avc, já que prejudica o sistema cardiovascular. Além disso, se tomamos contraceptivos orais, o risco aumenta. -Hipertensão arterial: Esta patologia coloca em alto risco de sofrer um avc por causa, por isso que o controle rigoroso da mesma é imprescindível. -Álcool: Beber muito álcool implica um aumento da pressão sangüínea, além de outras doenças que podem nos conduzir a um acidente vascular cerebral. -Drogas: As drogas intravenosas aumentam o risco de ter um problema vascular cerebral. Também a cocaína está relacionado a este transtorno, além de outras complicações. -Colesterol alto: Embora não seja fácil, é um problema que podemos corrigir apenas cuidar um pouco mais. E, mais ainda, sabendo que pode resultar em problemas tão graves como acidente vascular cerebral ou ataques cardíacos. Agora que você já sabe quais são os fatores de risco que podem nos levar a um acidente vascular cerebral só te resta identificar e corrigir aqueles que põem em perigo a sua saúde. Fonte imagem 1 Pixabay.