Como é que o pequenoalmoço dos espanhóis

Até que ponto o pequeno-almoço é relevante para funcionar ao longo do dia? Parece ser que o é e muito, já que 86% dos espanhóis afirma que o café afeta a sua vitalidade. Apesar disso, não lhe dedicarem muito tempo a primeira refeição do dia, nem incluem alimentos tão relevantes como a fruta. Se falamos de como é o café da manhã dos espanhóis a partir de um estudo sociológico realizado por Zespri. Quanto tempo dedicam os espanhóis ao pequeno-almoço? As responsabilidades do nosso dia-a-dia, sejam elas provenientes do âmbito profissional ou pessoal, apenas nos deixam tempo para dedicar alguns minutos pela manhã, ala que, para os especialistas em nutrição, é uma das refeições mais importantes do dia: o café da manhã. Apesar de que todos e cada um de nós somos cientes de sua importância para o desempenho de muitas atividades ou tarefas que temos previstas ao longo do dia, o certo é que não investimos o tempo que deveríamos neste hábito. Se olharmos para os dados fornecidos pelo I Estudo Sociológico sobre a Vitalidade e Nutrição em Portugal realizado por Zespri, produtor número um de kiwis da Nova Zelândia, nos daremos conta de que a quase totalidade dos inquiridos (95%) afirma pequeno-almoço a cada dia, perola metade deles (58%) não dedica mais de dez minutos em fazê-lo. Para ser mais preciso, os homens dedicam menos tempo ao café da manhã que as mulheres, mais concretamente cerca de cinco minutos, enquanto que elas abrangem entre cerca de 10 e 15 minutos. O que novamente os espanhóis? Para começar, se nos concentramos no tipo de comida que consomem os espanhóis a hora do almoço, nos daremos conta de que, de acordo com o estudo de Zespri, o café é a grande estrela conjuntos 60% de torta, em frente ao leite criptografada em 55% as torradas em 50%, o suco de frutas em 29% ou cereais em 26%. Se levarmos em consideração variáveis como a idade, os mais jovens preferem optar por cereais, enquanto que à medida que avançamos no tempo, a percentagem dos que tomam café é cada vez maior. Por sua parte, a fruta é a grande esquecida, seduzindo apenas por 18% dos entrevistados, que afirma incluir no café da manhã alguma peça, como, por exemplo, o kiwi, rico em vitamina C e em fibras. O melhor para fortalecer as nossas defesas contra as agressões do exterior e alcançar a vitalidade necessária, é apostar em alimentos ricos em vitamina C, com efeitos além antioxidantes que ajudam a prevenir o envelhecimento prematuro dos radicais. Neste âmbito, o estudo de Zespri confirma que 87% dos entrevistados consome este tipo de alimento no mínimo, uma vez por semana, sendo que 39% deles quem o consome todos os dias, em especial as pessoas de 45 a 65 anos, assim como as mulheres. Por sua parte, um nada desprezível 37% o toma duas ou três vezes por semana, o que não é nada mal. A energia que trazem esses alimentos é algo que os espanhóis têm muito em conta, até o ponto de que 46% dos entrevistados não tem dúvida em afirmar que se sente mais vital consumindo estes alimentos. Sem ir mais longe, 80% dos espanhóis assegura tomar kiwis, mas por que motivo? No estudo de Zespri se expõe algumas das principais razões pelas quais a prática totalidade dos entrevistados optaram por esta fruta em concreto é, por suas poucas calorias (21%), a sua riqueza em fibra (44%), os seus efeitos tão benéficos para regular o trânsito intestinal (47%) e, claro, o seu conteúdo de vitamina C em 55%. O que vos parece o pequeno-almoço dos espanhóis?, quais os alimentos que incluís esta refeição tão importante do dia?, você gosta dos kiwis para o café da manhã?